Roteiros: Ilha Grande. Bem vindos ao PARAÍSO!!!

Continuando as postagens bem tardias, finalmente chegou a vez de Ilha Grande-RJ. O lugar mais incrível que visitei no último ano. Pena que não tivemos muita sorte com o clima... quer dizer, até que tivemos, já que a previsão era de tempestade e nós só pegamos um dia inteiro de chuva.
Para chegar à Ilha Grande é preciso ir até Angra dos Reis ou Conceção do Jacareí. Fomos para Angra porque é mais perto para quem vem de São Paulo, mas talvez não seja a melhor opção. Andando mais uns 15km, chega-se a esse distrito de Magaratiba-RJ, onde o estacionamento é mais barato, há maior disponibilidade de horários para travessia e a travessia é mais rápida. Para maiores informações, clique aqui. Em Angra, deixamos o carro num estacionamento perto do porto. O custo variava de 20-30 reais/dia, na baixa temporada. Pegamos um catamarã em direção à Vila do Abraão que é a parte mais habitada da Ilha. A travessia de ida durou uns 50 minutos e acho que pagamos uns 60,00 reais cada um. Mas o preço varia com a época... A travessia de volta foi de escuna e durou quase duas horas, com direito à um pouquinho de enjôo.

Última vista de Angra dos Reis

Essa é a melhor visão que você pode ter de Angra dos Reis: indo embora dela! Ô cidade feia!!! O bom de Angra estava por vir... é pelo mar que se chega à mágica Ilha Grande. 

Ilha Grande
Fomos sem reserva de pousada, já que era baixa temporada (setembro). Logo no porto, muitas pessoas se oferecem pra te levar às pousadas "sem compromisso". Acabamos conhecendo umas 4 ou 5 e decidimos ficar na Leão do Mar, pois era o melhor custo benefício. A diária era realmente barata: uns 75,00 o quarto que dava para até três pessoas, com wifi, ar condicionado, tv e chuveiro quente. Nada de luxo, mas bem confortável. O preço inclui café da manhã e à tarde tem uns biscoitos com chá. Essa pousada faz parte de uma rede. Eles tem outras 2, a Yes Brasil e a Beto's Pousada. O preço é o mesmo e o estilo também. Na Leão do Mar tem uma mini piscina que a gente nem cheogu a usar. Nas outras não tem.

Pousada Leão do Mar

Aqueduto na Trilha da Feiticeira
Cachoeira da Feiticeira



Como chegamos no começo da tarde, depois de almoçar, fomos fazer uma trilha mais curta até a praia da Feiticeira. Essa trilha é muito legal pois você passa pelo antigo aqueduto que havia na Ilha, por uma cachoeira bem bonita e finalmente chega à praia que é pequena, mas bem charmosa. O percurso é fácil e leva uma hora  e meia, no máximo, contando a parda na cachoeira e para as fotos. Na hora de ir embora tivemos a sorte de encontrar um taxi boat, porque já estava meio escuro para voltar andando. Dividimos o preço com um casal maluco de argentinos que fizeram a trilha com um bebê de um ano e meio (!!!). Acho que saiu uns 25,00 por pessoa. Mas o mais certo é contratar um taxi boat antes de fazer a trilha, pois não é fácil encontrá-los nessa praia fora de temporada.

Noite na Vila do Abraão


A noite na Vila do Abraão é bem charmosinha. Tem até restaurantes na areia como o da foto. A Vila é pequena e acho que levaria no máximo uma semana para comer em todos os restaurantes que estavam abertos nessa época. Passamos por vários mas escolhemos comer crepe num restaurante de uma pousada que fica de frente para o mar que não lembro mais o nome... :-(   No almoço há muitas opções de PF com peixe, arroz, feijão e batata frita que sai por uns 15,00/pessoa. Aliás, achamos tudo muito barato lá. Estávamos voltando de Arraial d'Ajuda-BA e comparando os preços, a alimentação, a hospedagem, tudo era mais barato.
Vista da Trilha de Lopes Mendes
trilha de Lopes Mendes

No dia seguinte, acordamos cedo para fazer a trilha para Lopes Mendes, que é considerada umas das 10 praias mais bonitas do Brasil. A trilha é longa, mas de nível fácil a moderado. No caminho você passa por duas praias bem bonitas, mas praticamente não há ninguém vendendo água, comida, então leve um pouco de água e lanche. Nós achamos uma barraca aberta onde compramos sanduíche natural e água na praia do Pouso, a última parada antes de se chegar à Lopes Mendes,

Praia de Palmas no caminho pra Lopes Mendes

Praia de Palmas


Olha a cara de feliz da pessoa por ter chegado no paraíso

Água completamente transparente e areia branquinha
Como eu disse, a gente não teve muita sorte com o clima. Quando chegamos em Lopes Mendes o dia estava meio nublado, céu encoberto, por isso as fotos nào ficam tão lindas, mas mesmo assim, o lugar é incrível. ACREDITE!!! A areia parece uma farinha... branquinha, fininha! O mar é de um azul esverdeado completamente transparente, daquele que quando a onda levanta, você consegue enxergar através... prometo que não estou exagerando!!! Lá é bom pra nadar, pra surfar e pra mergulhar; basta procurar o local ideal pra praticar a tividade que você quer.
Praia do Pouso
Resolvemos voltar de barco porque a caminhada é puxadinha... Custou R$ 50,00/pessoa. O barco sai da Praia do Pouso e antes de ir pra Lopes Mendes, você já combina com os barqueiros o horário de saída. Nós queríamos muito ter feito a Meia Volta à Ilha que é um passeio de barco que dura o dia todo, mas no dia seguinte, foi o dia que choveu sem parar e ficamos sem o famoso passeio. Custa R$ 150,00/pessoa, dura o dia todo e você conhece umas 5-7 praias, dependendo do mar.
Super recomendo!!!

Um lugar delícioso para comer é o Kebab Lounge. Lá eles servem o kebab e um yakisoba que o cara faz na sua frente que é de morrer de bom! Nós fomos duas noites seguidas!!! A música é de qualidade e só tem gringo... O cozinheiro, os garçons e grande parte dos que frequentam são gringos. Aliás, coisa difícil em Ilha Grande é ouvir português! Tem muuuuuuito estrangeiro. A sensação é de que o lugar é mais famoso lá fora do que aqui no país. Por isso que desde que voltei pra lá, toda oportunidade que eu tenho, eu falo do quanto esse lugar é incrível.



Depois de umas 12 horas de chuva seguidas - desde a madrugada - de repente parou de chover. Ainda estava meio frio, mas deu para passear um pouco mais.Definitivamente preciso voltar à Ilha Grande. Fiquei com muito gostinho de quero mais.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Roteiros: Sul da França - parte 3: Calanques de Cassis (TUDO que você precisa saber para chegar no paraíso)

Cheesecake PERFEITO

Roteiro: Fernando de Noronha 4 dias e 3 noites